Segunda, 05 Setembro 2022 15:08

Macaco-aranha-de-cara-branca, que vive no Parque Cristalino, em MT, está ameaçado de extinção

Escrito por
Avalie este item
(1 Votar)
Macaco-da-cara-branca entrou para a lista dos ameaçados de extinção Macaco-da-cara-branca entrou para a lista dos ameaçados de extinção Foto: Reprodução

Sociedade Internacional de Primatologia recomenda que espécie receba mais atenção a possíveis ameaças, já que é raramente encontrado no estado.

 

O macaco-aranha-de-cara-branca, espécie que vive no Parque do Cristalino, em Novo Mundo, a 791 km de Cuiabá, está ameaçada de extinção e entreou para a lista internacional que aponta o risco de desaparecimento. O local enfrentou um incêndio que levou 13 dias para ser extinguido.

Segundo os pesquisadores, os incêndios são uma das principais ameaças aos macacos, que animais fogem da floresta, mas acabam correndo outros riscos como a fiação de casas, além de ficarem sem alimentos, porque muitos frutos, insetos e invertebrados também são queimados.

Um biólogo da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) de Sinop relatou que o hospital universitário recebeu um macaco da espécie que foi eletrocutado, conforme o documento.

Conforme relatório da Sociedade Internacional de Primatologia, é recomendado que a espécie receba mais atenção a possíveis ameaças, já que é raramente encontrada no estado.

De acordo com o relatório internacional, a redução da população desta espécie é superior a 50% nos últimos 45 anos. O cenário pode agravar-se ainda mais com a expansão de construção de hidrelétricas, barragens e rodovias.

O documento alerta que os longos intervalos entre partos, além da tardia idade para reprodução destes macacos, são fatores que dificultam a recuperação da espécie.

Além do macaco-aranha-de-cara-branca, o zogue-zogue também foi classificado entre os 25 primatas mais ameaçados do mundo.

A espécie

O macaco-aranha-de-cara-branca se alimenta de frutos, insetos, néctar, brotos, folhas, casca de árvore, flores e cupins. Na reprodução, os indivíduos desse gênero possuem maturação sexual tardia e reproduzem-se vagarosamente, nascendo um filhote a cada dois ou três anos. A gestação demora aproximadamente sete meses, nascendo um filhote, com 340 gramas.

Adulto, ele mede de 34 a 50 cm de comprimento e pesa entre 5 a 6 kg, ten membros compridos e estrutura esguia.

Com preênsil medindo entre 61 a 77 cm, o macaco-aranha o utiliza para locomoção e forrageamento. A pelagem é macia e negra, mas o focinho e o redor dos olhos possuem pele nua cor-de-rosa ou vermelho-clara.

Possuem várias vocalizações, que utilizam quando encontram comida e para manter o grupo unido. O macaco-aranha-de-testa branca Forma grandes grupos sociais (mais de 30 indivíduos), que ocupam preferencialmente os níveis superiores do dossel e nas árvores emergentes.

São caçados para alimento e também para se transformarem em xerimbabo (animal de estimação) pelos índios.

O Parque Cristalino II começou a pegar fogo, no dia 13 de agosto. A reserva está localizado na cidade de Novo Mundo, a 791 km de Cuiabá. As chamas começaram há uma semana em uma área recém desmatada. Segundo ONGs que acompanham a situação do local, já queimou cerca de 1 mil hectares.

Segundo o delegado Lucas Lélis, responsável pelas investigações, o incêndio pode ter sido causado por uma aeronave que pousou no local.

Ler 34 vezes

Deixe um comentário